regras gerais

NORMAS DE CONDUTA

  • Cumprir com as  responsabilidades perante a sociedade, outros atletas, árbitros e administradores da SPFF;

  • Honrar, dignificar, e auxiliar o esporte competitivo nas melhores condições e apresentando-se em boa forma física quando em exibição ou seminário;

  • Respeitar os adversários e possuir espírito desportivo; 

  • Respeitar e cumprir a  Constituição e as Regras Gerais e normas específicas de eventos da SPFF;

  • Agir em cooperação com outros competidores, árbitros, administradores e organizadores;

  • Aceitar as decisões dos árbitros, oficiais e administradores no bom espírito desportivo sem descriminações egoístas, sabendo que estas decisões serão realizadas honestas, clara e objetivamente;

  • Promover o esporte positivamente, agindo como um embaixador da boa vontade, principalmente quanto a conscientização da necessidade da prática consciente do Fisiculturismo. Dessa forma o competidor estara protegendo a saude das pessoas e portanto, dessa forma, estará contribuindo para a boa imagem e integridade do esporte, que  representa a essência verdadeira do fisiculturismo.

  • Continuar se esforçando para alcançar a perfeição corporal e os princípios morais corretos;

  • Reconhecer o valor do esporte e promover seu futuro servindo como um exemplo para inspirar outras pessoas a participar;


  •  

PROCEDIMENTOS

 

Área de aquecimento (Backstage)

 

- Todos atletas devem permanecer na área de aquecimento determinada pela organização SPFF para toda preparação (pintura, aquecimento, etc.). Esse procedimento se faz necessário para o atleta ter condição de escutar a chamada de entrada no palco. É de inteira responsabilidade do atleta o não comparecimento e após a categoria estar no palco, não mais será permitido entrada de atletas.

- Material de pintura pode ser do próprio atleta ou também ser contratado no dia da competição por profissionais capacitados para isso. Atleta que for visto realizando pintura fora da área de aquecimento e/ou sujar ou danificar a estrutura do local do evento será desclassificado da competição.

- O aquecimento é de inteira responsabilidade do atleta.

 

Palco

 

- Está PROIBIDO atleta puxar a sunga durante as apresentações de poses obrigatórias, compulsórias e coreografia, realizar poses e atos obscenos e beber água.

- Não será permitido a permanência do atleta no palco em caso de mal estar. O mesmo será retirado pela organização da competição. Vale destacar que essa medida foi elaborado baseada na evolução da preparação dos grandes atletas campeões internacionais que não mais utilizam de recursos ultrapassados e de desidratação.- A música de apresentação coreográfica é de responsabilidade do atleta que deverá obedecer os procedimentos de entrega antes da sua apresentação. Na ausência desse material, o atleta poderá se apresentar com música aleatória escolhida pelo DJ do evento.


 

CÓDIGO DE ÉTICA

 

O Código de Ética da SPFF existe como uma série de opiniões que são escritas para servir como diretrizes de modo que todos os membros sejam eles, atletas, árbitros, membros do corpo diretivo e outros, se conduzam como membro da Família da SPFF.

 

AOS ÁRBITROS

Nós, os árbitros, sabemos que nossas ações e decisões refletem no bom nome do esporte e, portanto, nos comprometemos com as seguintes responsabilidades:

 

  1. Aplicar honesta, imparcial e objetivamente, todas as regras que regem as competições;

  2. Salvaguardar os interesses de todas as competições em termos iguais;

  3. Cooperar no fornecimento das melhores condições possíveis para o benefício dos competidores, corpo diretivo e administradores;

  4. Respeitar os sentimentos e pressão competitiva dos atletas, e fazer alterações razoáveis para fortificar suas emoções no calor da competição;

  5. Respeitar as regras da SPFF e os requerimentos de uma administração efetiva, cooperando disposta e prontamente com os administradores no cumprimento de seus deveres e responsabilidades;

  6. Cooperar com os organizadores das competições retribuindo as decisões clara e prontamente, e de acordo com as exigências da competição ou procedimentos de arbitragem;

  7. Reprimir as tentativas de influenciar as decisões de outros árbitros ou oficiais, e respeitar suas opiniões e decisões individuais;

  8. Auxiliar a SPFF na promoção do esporte agindo como um embaixador da boa vontade, promovendo o esporte de uma maneira positiva e, protegendo a boa imagem e integridade do esporte e da SPFF;

  9. Trabalhar para a SPFF, e não contra ela, na promoção dos seus valores, morais e éticos; exercer nossos diretos de protestos de maneira cortês, e respeitosa, de acordo com a hierarquia de comando; reprimir insinuações, fofocas maliciosas e rumores; reprimir ataques pessoais contra qualquer outro Membro da SPFF.

  10. Honrar a confiança especial conferida sobre nós através da seleção como árbitros, e aderir aos padrões de conduta pessoal esperada de nós;

  11. Cooperar com os atletas, corpo diretivo e administradores no desenvolvimento de altos padrões, morais e físico, para o esporte e em auxilio progressivo dos objetos da SPFF;

  12. Reprimir qualquer conduta que possa ser considerada prejudicial para a SPFF;

  13. Conduzir-nos a todo o momento de modo que reflita positivamente sobre a imagem do esporte e da SPFF;

 

 

AOS ATLETAS

Nós, os atletas, sabemos que nossas condutas refletem no bom nome do esporte e, portanto, nos comprometemos com as seguintes responsabilidades:

 

  1. Cumprir com as nossas responsabilidades perante a sociedade, outros atletas, árbitros, oficiais e administradores da SPFF;

  2. Honrar, dignificar, e auxiliar o esporte competitivo nas melhores condições e no melhor de nossas habilidades, apresentando-nos em boa forma física quando em exibição ou seminário;

  3. Respeitar nossos adversários em termos iguais no espírito de rivalidade amigável e bom espírito desportivo;

  4. Respeitar as regras da SPFF, como também as regras das competições e observá-las honestamente em cooperação com outros competidores, árbitros, oficiais, administradores e organizadores;

  5. Aceitar as decisões dos árbitros, oficiais e administradores no bom espírito desportivo sem descriminações egoístas, sabendo que estas decisões serão realizadas honestas, clara e objetivamente;

  6. Auxiliar a SPFF na promoção do esporte agindo como um embaixador da boa vontade, promovendo o esporte de uma maneira positiva e, protegendo a boa imagem e integridade do esporte e da SPFF;

  7. Trabalhar para a SPFF, e não contra ela, na promoção dos seus valores, morais e éticos; para exercer nossos direitos de protestos de uma maneira cortês e respeitosa, de acordo com a hierarquia de comando; reprimir insinuações, fofocas maliciosas e rumores; reprimir ataques pessoais contra qualquer outro Membro da SPFF;

  8. Continuar se esforçando para alcançar a perfeição corporal e os princípios morais corretos;

  9. Honrar a confiança especial conferida sobre nós através de nossa participação, e pela nossa representação da SPFF e de nosso país nos eventos internacionais, e aderir padrões de conduta pessoal esperadas de nós;

  10. Reconhecer o valor do esporte e promover seu futuro servindo como um exemplo para inspirar outras pessoas a participar;

  11. Cooperar com nossos administradores no desenvolvimento de altos padrões, morais e físico para o esporte e, em auxilio progressivo dos objetos da SPFF;

  12. Reprimir qualquer conduta que possa ser considerada prejudicial para a IFBB;

  13. Conduzir-nos a todo o momento de modo que reflita positivamente sobre a imagem do esporte e da SPFF;

 

AO CORPO DIRETIVO

O corpo diretivo sabe que as decisões políticas e ações refletem no bom nome do esporte e, portanto, nos comprometimento com as seguintes responsabilidades:

 

  1. Servir todos os membros sejam eles atletas, árbitros oficiais, ou outros administradores, de acordo com suas necessidades;

  2. Promover através do esporte, um entendimento de seus objetos, seus valores, e realizações, unindo todos aqueles que participam, em qualquer capacidade, nos sentimentos de respeito mútuo e amizade;

  3. Salvaguardar a saúde e o condicionamento físico dos atletas;

  4. Oferecer aos atletas as melhores condições possíveis para alcançar uma perfeição corporal;

  5. Fornecer aos atletas, árbitros, oficiais, e outros administradores, as melhores condições para a conduta de competições;

  6. Cooperar com os organizadores, árbitros e outros administradores, no cumprimento de seus deveres de competição com o máximo de eficiência;

  7. Respeitar as regras da SPFF e observar todas as regras da competição e aplicá-las honesta e claramente quando procedendo como membro da SPFF;

  8. Assistir a SPFF na promoção do esporte agindo como um embaixador da boa vontade e promovendo o esporte de uma maneira positiva, protegendo a boa imagem e integridade do esporte e da SPFF

  9. Trabalhar para a SPFF, e não contra ela, na promoção dos seus valores, morais e éticos; exercer nossos diretos de protestos de maneira cortês, e respeitosa, de acordo com a hierarquia de comando; reprimir insinuações, fofocas maliciosas e rumores; reprimir ataques pessoais contra qualquer outro Membro da SPFF;

  10. Reconhecer o valor do esporte e cooperar com os atletas inspirando outras pessoas a participar a fim de assegurar o futuro do esporte;

  11. Cooperar com todas as partes interessadas no desenvolvimento de altos padrões, morais e físico, para o esporte e em auxilio progressivo dos objetos da SPFF;

  12. Reprimir qualquer conduta que possa ser considerada prejudicial para a SPFF;

  13. Conduzir-nos a todo o momento de modo que reflita positivamente sobre a imagem do esporte e da SPFF;

veja aqui as regras das categorias